Arquivo do autor:Josie Ruas

Prefeitura de Blumenau abre mais de 150 vagas na educação infantil‏

Prefeitura de Blumenau – 03/07/14

blumenauNovas vagas abertas são nos CEIs Carlos Rohweder e Irmã Maria Christa Prüllage.

Dezenas de famílias estão sendo beneficiadas com as inúmeras vagas de educação infantil abertas pela Prefeitura de Blumenau nesta semana. Com o início das atividades do Centro de Educação Infantil Carlos Rohweder hoje, dia 3 de julho, 86 crianças saem da fila de espera. Além disso, a abertura de mais quatro salas de aula no Centro de Educação Infantil Irmã Maria Christa Prüllage vai garantir o atendimento de outros 65 alunos. Juntas, as duas unidades estão oportunizando o atendimento de 151 novas crianças.

A ampliação no número de vagas ofertadas na educação infantil é resultado do empenho da Secretaria de Educação em buscar novos espaços e liberar áreas já existentes, como é o caso do CEI Irmã Maria Christa Prüllage. Desde que foi inaugurado, em 2010, quatro salas estavam inativas porque aguardavam a execução de uma obra de contenção do morro lateral da unidade. Com o adiantar da obra, as salas devem ser liberadas nos próximos dias e 65 crianças, com idade de zero a quatro anos, poderão ser atendidas. As matriculas destas vagas já estão concluídas.

O CEI Carlos Rohweder, que entrou em funcionamento hoje, foi locado pelo Município para ampliar a oferta de vagas na região Norte da cidade. Situado na rua Ricardo Georg, no bairro Itoupava Central, ele terá capacidade para receber 86 crianças, com idade entre zero e três anos. Para garantir a abertura destas vagas, o andar térreo de um prédio foi alugado. O espaço dispõe de seis salas de aula. Neste primeiro dia de aula, 22 crianças foram atendidas, tendo em vista o período de adaptação das crianças e a conclusão das matrículas.

Com as 151 vagas abertas hoje, a atual Administração Municipal soma 642 novas vagas para as crianças blumenauenses desde o dia 1º de janeiro de 2013. Além disso, no ano passado, 1537 crianças saíram da fila de espera. Neste ano, o número de crianças que ingressaram na educação infantil é de 2347. ¿O prefeito assumiu um compromisso com a comunidade e estamos trabalhando muito para torná-lo realidade¿, afirma a secretária de Educação, Helenice Luchetta, ao destacar o empenho da Prefeitura para garantir o atendimento das crianças.

Nova Esperança do Piriá e Garrafão do Norte recebem microcrédito e obras de infraestrutura‏

Agência Pará – 03/07/14

para1Os municípios de Nova Esperança do Piriá e Garrafão do Norte, no nordeste paraense, receberam nesta quinta-feira (3) uma série de investimentos em infraestrutura e linhas de crédito para microempreendedores locais. Em visita às duas cidades, o governador Simão Jatene e comitiva, inaugurou obras, assinou convênios do programa Asfalto na Cidade e entregou 44 cartas de créditos do programa Cred Cidadão, totalizando um valor de R$ 110,8 mil.

Em Nova Esperança do Piriá, primeiro município visitado, Jatene entregou a pavimentação asfáltica da rodovia PA-124, de 66 quilômetros. Orçada em cerca de R$ 49 milhões, a obra, que integra as cidades de Capitão Poço, Garrafão do Norte e Nova Esperança do Piriá, mudará completamente a realidade do transporte e escoamento da produção em toda a região do Capim. “Essa obra não representa apenas concreto, terraplanagem, sinalização e asfalto em uma via de grande circulação. Ela representa autoestima e valorização para todos os moradores, que agora podem usufruir de uma rodovia com muito mais qualidade, proporcionando rapidez no transporte, melhorias no escoamento e mais segurança à região”, afirmou o governador.

Além da inauguração da rodovia, Jatene assinou uma ordem de serviço que vai proporcionar quatro quilômetros de asfalto no perímetro urbano da cidade e entregou créditos do programa Cred Cidadão no valor de R$ 79,2 mil, beneficiando 30 famílias no município. Dono de um pequeno açougue na cidade, Elias Barbosa, 44 anos, comemorou o recebimento do crédito e disse que o dinheiro vai ajudar a ampliar a estrutura do empreendimento.

“Esse programa representa um passo muito grande, principalmente para quem está começando a atuar como microempresário, pois nesse momento toda forma de liberação de credito é um grande incentivo para continuar e se firmar como dono do próprio negócio”, ressaltou.

Em Garrafão do Norte, o governador inaugurou a nova ponte de concreto da PA-124, obra que integra o projeto de pavimentação asfáltica da via. Orçada em R$ 5.170.194,43, a nova estrutura de concreto substitui a antiga ponte de madeira sobre o rio Guamá.

“Essa obra era um pedido antigo da população, pois a estrutura de madeira que havia no local já estava bastante deteriorada e apresentava perigo tanto para os motoristas como para os moradores da área, que precisam usar o rio e não se sentiam seguros com a passagem de veículos na ponte. Quem mora aqui perto, sabe quantas vezes já tivemos que ajudar motoristas que tiveram os pneus de seus carros presos nas madeiras quebradas da ponte”, contou o aposentado Benedito Alves, 68 anos, vizinho da obra.

Após a entrega da ponte, o governador seguiu para o ginásio municipal, no centro da cidade, onde inaugurou sete quilômetros de asfaltamento do programa Asfalto na Cidade e entregou 14 cartas de créditos do Cred Cidadão. “Há muito que esperávamos por esse auxilio, pois sabemos a seriedade desse programa e o quanto ele ajuda a desenvolver não apenas um empreendimento isolado, mas a realidade econômica do município. Por isso, me sinto feliz em ser contemplado”, destacou o microempreendedor Marinaldo Piedade, 26 anos, dono de uma mercearia na comunidade rural do Cotovelo.

Adison Ferrera

Famílias de Curitiba recebem as chaves da casa própria‏

Agência de Notícias do Paraná – 03/07/14

Entrega de chaves em CuritibaForam entregues nesta quinta-feira (3) as chaves da casa própria para 480 famílias de Curitiba. Elas agora residem nos empreendimentos Aroeira e Imbuia, construídos em parceria pelo Governo do Paraná, por meio da Cohapar, Governo Federal, através da Caixa, e prefeitura de Curitiba. Os investimentos são de R$ 25,9 milhões dentro do programa Minha Casa Minha Vida.

Os empreendimentos beneficiam famílias que ganham até R$1,6 mil e pagarão prestações que variam entre R$25 e R$80 dependendo da renda mensal.

O secretário estadual da Habitação e presidente da Cohapar, Mounir Chaowiche, disse que o Paraná passa por um momento histórico na habitação. “O governador Beto Richa priorizou o povo paranaense e estamos levando moradias dignas a todos os 399 municípios, um feito inédito,” disse Mounir na solenidade.

As moradias Aroeira e Imbuia estão entre as 5.400 unidades entregues pela presidente Dilma Rouseff, simultaneamente, em nove cidades, por meio de videoconferência. Em Curitiba, participaram do evento o ministro da Educação, Henrique Paim; o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, e o superintendente da Caixa, Vilmar José Smirdale.

“A parceria é fundamental para que possamo beneficiar um número maior de famílias. É muito importante ter a união de todos os entes para concretizar o sonho da casa própria de milhares de paranaense”, afirmou Smirdale.

VIDA NOVA – Adriele e Luis Pires moravam em uma área de risco e foram sorteados para receber todos os móveis da nova moradia. “A casa onde a gente morava era úmida, o telhado estava caindo e em algumas janelas nem vidro tinha mais. Quando chovia entrava barro, estava impossível de morar lá”, contou. “É um sonho e um sonho ainda maior ganhar os móveis. Agora meus filhos vão poder brincar sem medo, é muito seguro aqui”, disse ele.

Raquel do Rocio de Barros vai morar na nova casa com a filha e a neta. Ao falar sobre a mudança ela chorou, pois nunca havia imaginado que sairia do lugar onde sempre viveu.

“Já morei em uma casa que nem dava para se mexer. Quando chovia a gente se escondia embaixo de um armário. Minha neta me pergunta todo dia se já chegou a hora de mudar para a casa nova”, declarou Raquel.

Marlene Valentim é aposentada e contou que nem sonhava mais em ter uma casa própria. “Morei em invasão e agora estava pagando aluguel de R$ 500, um dinheiro que fazia muita falta”.

DUAS ETAPAS – Os residenciais Imbuia são compostos por 560 unidades, sendo que 192 foram entregues hoje. Os residenciais Aroeira são 440 unidades, das quais 288 foram entregues. São unidades de 44,15 metros quadrados, divididos em 2 quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço, com piso cerâmico em todos os ambientes. As unidades estão avaliadas em R$ 54 mil.

Os empreendimentos contam com vagas de garagem descobertas, salão de festas, central de gás e de lixo, muros, calçadas e guias, além de equipamentos comunitários já disponíveis na região, em um raio de 2,5km, contando com três escolas municipais, cinco estaduais, duas creches e dois postos de saúde.

MAIOR DO PAÍS – O Paraná tem hoje o maior programa de habitação do país e é o estado com melhor desempenho do programa Minha Casa Minha Vida, com projetos habitacionais nos 399 municípios. A meta do governo do Paraná é atender 110 mil famílias com moradias no campo e na cidade.

O programa de construção de moradias rurais é o maior em andamento no país. A meta de atender 10 mil famílias do campo em quatro anos foi superada com um ano de antecedência. Estão sendo atendidas 13 mil famílias, em 373 municípios.

Além da melhoria da qualidade de vida dos agricultores familiares, o programa de habitação rural mantém o homem no campo, com chances de aumentar sua produção e renda. O programa também colabora com o crescimento da economia local, pois leva a indústria da construção civil ao município.

Outros programas paranaenses importantes, a regularização fundiária e a titulação de imóveis já beneficiaram 25 mil famílias. As ações garantem a tranquilidade das famílias, que contam com a segurança legal sob os seus imóveis. Outros 18,5 mil títulos estão em fase de execução e, em breve, serão entregues aos moradores, num processo de reconhecimento daqueles que há anos vivem em situação irregular.

Sanepar libera mais de R$ 4 milhões para sistemas rurais‏

Agência de Notícias do Paraná 03/07/14

O presidente da Sanepar, Fernando Ghignone, assinou nesta quinta-feira (3) contratos para implantação, ampliação e readequação de sistemas de abastecimento de água em comunidades rurais, beneficiando mais de 1.200 famílias de 19 municípios paranaenses. “A Sanepar tem como foco principal os pequenos municípios e estes contratos, muito mais do que recursos, representam qualidade de vida para a população”, disse.

Todos os contratos têm um prazo para execução de 24 meses e serão feitos em regime de parceria com os municípios. Eles somam R$ 4.089.269,33, de recursos próprios da empresa.

Estavam presentes à solenidade o diretor de Investimentos da Sanepar, João Martinho Cleto Reis Junior, o gerente da Unidade de Serviços de Pequenas Comunidades, Igor Rusch, e doze prefeitos. Todos destacaram a importância destes sistemas de abastecimento para a melhoria da qualidade de vida da população. “Este é um esforço que a Sanepar faz, ao colocar recursos próprios da companhia, para promover o bem-estar da população”, afirmou Martinho.

Os prefeitos também comemoraram o atendimento da população de áreas rurais dos municípios. “A Sanepar vai atender a maior e a mais pobre comunidade do município de Verê. Sabemos que a água tratada traz benefícios, como a diminuição dos casos de cáries”, disse o prefeito Adão Carlos dos Santos.

Para o prefeito de Cruz Machado, Antonio Luis Szaykowski, uma antiga comunidade ucraniana do seu município vai agora ter água tratada. “São mais de cem famílias”, afirmou. Nesta localidade, o poço já estava perfurado e agora será implantado o sistema de tratamento e a rede de abastecimento. O prefeito de São Miguel do Iguaçu, Claudiomiro da Costa Dutra, também falou da importância da assinatura destes contratos. “O nosso pedido é antigo e beneficia 40 famílias”.

Para a implantação de sistema de abastecimento de água, estão previstas obras nas localidades de Tarumã, em Agudos do Sul; Rio das Antas, em Cruz Machado; Caçador, Rancharia e São Domingos, em Itaperuçu; Vila Rural Nova Esperança, em Icaraíma; Sagrado Coração de Jesus, em Mariópolis; Linha Santo Antonio, em Marmeleiro; Linha Santa Rita, em Nova Prata do Iguaçu; Linha São Lourenço, em São Miguel do Iguaçu; Assentamento P.A Modelo (Fazenda Planalto), em Ibaiti; e Encruzo, em Roncador.

Além de implantação, também estão previstas obras de ampliação dos sistemas de abastecimento de água rural existentes. É o caso das seguintes localidades: Sussuí, em Engenheiro Beltrão; Linha Foguista, em Flor da Serra do Sul; Vila Rural Esmeralda, em Matelândia; Faxinal dos Paulas, em Rio Azul; Mato Queimado e Meia Lua, em São João do Triunfo; Linha São Francisco, em Três Barras do Paraná; e Boa Esperança, em Verê. E também serão feitas readequações em sistemas rurais do Assentamento 16 de Maio, em Ramilândia; e de Pinhalzinho, em Sengés.

Parceira: Semel receberá instalação de telecentro digital‏

Prefeitura de Maceió – 04/07/14

A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel) e o Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), assinaram nesta quinta-feira (03), um acordo para instalação de um telecentro, componente do Programa Alagoano de Inclusão Digital, na Vila Olímpica Lauthenay Perdigão, sede administrativa da Semel, no Conjunto Village Campestre, parte alta da cidade.

Com a parceira, os moradores da região vão contar com mais uma forma de acesso às novas tecnologias da informação, por meio da implantação de equipamentos de computação. O titular da Semel, Antônio Moura, recebeu a visita técnica do coordenador do Instituto de Tecnologia, Ciência e Inovação (Itec), Robson Paffer, para medição do espaço onde será instalado o telecentro.

De acordo com o Robson Paffer, serão disponibilizados 11 computadores, 01 servidor, rede de internet wi-fi (sem fio) e uma impressora. A implantação do telecentro será mais uma atividade do projeto Viva Vila, em favor da população maceioense, principalmente para as comunidades em torno da Vila Olímpica. Dessa forma, além de participarem das aulas esportivas gratuitas de futebol, judô e ginástica, a comunidade terá um local apropriado para contato com o mundo da informática.

Segundo o secretário municipal de Esporte e Lazer, Antonio Moura, é de grande interesse da Prefeitura firmar mais uma parceira para disponibilizar uma sala de tecnologia para os moradores do bairro e todos que frequentam a Vila Olímpica. “Vamos avançar com os últimos detalhes que faltam para inauguração deste telecentro ainda este ano”, ressaltou.

Além disso, quando todos os ajustes forem finalizados, as aulas serão monitoradas por um profissional da área nos horários da manhã e da tarde com capacitações em informática básica e acesso à internet.

“A instalação do telecentro vai contribuir de forma significativa com a inclusão digital de crianças e adolescentes de baixa renda, além de capacitar a comunidade da região para o mercado de trabalho”, disse o secretário.

Os telecentros fazem parte do Programa Alagoano de Inclusão Digital e oferecem cursos gratuitos para a população de baixa renda, tais como capacitação em informática básica e acesso à internet.

População é orientada a denunciar exploração sexual infantojuvenil‏

Prefeitura de Maceió – 03/07/14

maceio1aCom o objetivo de proteger crianças e adolescentes do abuso e da exploração sexual em Maceió, a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), por meio da Coordenação Geral dos Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), realizou nesta quinta-feira (03), uma ação educativa na região do Tabuleiro do Martins.

A população e motoristas que transitavam pelo bairro foram orientados por educadores, assistentes sociais e psicólogos dos Creas Paefi Santa Lúcia e Benedito Bentes sobre a violência sexual contra crianças e adolescentes e também como denunciar os casos de violação de direitos.

Segundo Rosiná Assis, coordenadora do Creas Santa Lúcia, em virtude dos jogos da Copa, as ações se intensificaram. “Com a divulgação da campanha de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, além conscientizar a população, mostramos como podem ser feitas as denúncias e a localização dos serviços dos Creas”, explicou a coordenadora.

A secretária de Assistência Social de Maceió, Juliana Vergetti, lembra que qualquer violação de direitos contra crianças deve ser denunciada. “Qualquer pessoa pode denunciar a violação de direitos contra crianças e adolescentes por meio do Disque 100, cuja ligação é gratuita, ou formalizar a denúncia nos Conselhos Tutelares”, enfatizou a secretária.

Nesta sexta (04), técnicos dos Creas Orla Lagunar e Jatiúca, do Centro de Referência à População de Rua (Centro Pop) e da Abordagem Social darão continuidade a ação, realizando sensibilização da campanha no Centro, na Ponta Verde e na Feirinha da Pajuçara.

Unicef prestigia apresentações de alunos indígenas e não indígenas da rede municipal‏

Prefeitura de Manaus – 03/07/14

Uma equipe do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) prestigiou, nesta quinta-feira, 3, uma série de apresentações de alunos indígenas e não indígenas da Escola Municipal Professora Francisca Campos Corrêa, localizada no Ramal do Cetur, no Tarumã, zona Oeste. A atividade teve como proposta a integração sociocultural, por meio da arte e do esporte.

A gestora da escola, Káthia Vasconcelos, informou que os alunos das etnias kokama, miranha, sateré mawé, baré, tikuna, tukano e os não indígenas ensaiaram durante três dias para a apresentação das peças teatrais. “O processo de adaptação das peças foi feito pelos professores que trabalharam os conteúdos e junto aos alunos construíram as peças com a temática amazônica”.

Em maio deste ano, o Unicef, em parceria com a Sony Corporation, levou para a comunidade escolar a exposição “Um olhar diferenciado por meio da fotografia”, feita por jovens de municípios do Alto Solimões. Depois de conhecer os projetos da escola, que unem o esporte e a arte, a equipe retornou e trouxe o jornalista do escritório de Nova Iorque (EUA), Kent Page, para registrar e divulgar como a cultura indígena é transmitida na escola.

“Estou aqui hoje para conhecer o trabalho dos professores e dessas crianças que integram o esporte e a arte para a melhoria da educação. O esporte é muito importante porque possibilita que as crianças brinquem e trabalhem juntas, o que ajudará muito na vida escolar e também quando elas crescerem. Nós acreditamos que o esporte, a arte e a educação é um meio muito poderoso para a mudança de vida dessas crianças”, declarou o jornalista Kant Page.

O coordenador da Unicef na Amazônia Legal, Unai Sacona, comentou sobre a satisfação em participar e conhecer mais sobre os projetos. “Procuramos boas iniciativas na região e encontramos essa escola que utiliza o esporte e o teatro como forma pedagógica. Viemos hoje para conhecer um pouco mais do trabalho e também para fazermos algumas pautas de comunicação. Queremos mostrar para o Brasil e para o mundo o que acontece aqui. Acreditamos muito nisso”.

Apresentações

Durante a manhã, todos os alunos participaram da dinâmica “Copa do Mundo no Francisca Campos”. Os estudantes do 8º e 9º ano apresentaram peças teatrais e os alunos do Ensino Infantil apresentaram as músicas “Crianças do mundo inteiro” e “Salve meu futuro”.

Igor Gabriel Matos, 13, narrou a peça “As meninas e a figueira”, encenada pelos alunos do 8º ano. Inspirado na obra do pesquisador brasileiro Câmara Cascudo – A moça da figueira – o professor de Igor, José Hadad, adaptou a história para que os estudantes a apresentassem.

“As meninas e a figueira” conta a história de duas meninas que são maltratadas pela madrasta e sofrem muito na mão dela. Quando o pai viaja, essas meninas são enterradas vivas no jardim. Depois, o pai volta de viagem e consegue salvar as meninas e a madrastra morre de um colapso nervoso”, contou Igor.

Já os alunos do 9º ano encenaram, em inglês, uma versão do romance Romeu e Julieta indígena. A aluna Samantha Souza da Silva, 14, interpretou Juliet Tupinambá, que se apaixonou por um índio da tribo inimiga, Romeu Manaó.

“Fizemos uma adaptação utilizando as tribos indígenas e interpretamos em inglês. Foram só dois dias de ensaio, mas conseguimos nos sair muito bem. Estou muito feliz e pensando em seguir a carreira de atriz”, contou a aluna, que interpretou a segunda peça de William Shakespeare na escola.

Escola municipal desenvolve método lúdico de aprendizagem para crianças‏

Prefeitura de Manaus – 03/07/14

Professores do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Denival Leite, localizado na Colônia Terra Nova, reservaram um momento para desenvolver métodos de aprendizagem. O trabalho ocorreu na tarde desta quinta-feira, 3, durante a oficina de práticas pedagógicas realizada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) na unidade com a participação de 12 educadores do Cmei.

Na oficina, os professores aprenderam a confeccionar jogos de sequência lógica de números, letras e palavras, além de formas geométricas utilizando sucatas como papelão, tampas de caixa de leite, garrafas pet, formas de ovo, latinhas, entre outros materiais.

Além disso, os participantes aprenderam a confeccionar, a partir de sucatas, jogos de memória e psicomotricidade fina e grossa (jogos que envolvem movimentos decorrentes da integração entre o comando central – cérebro – e unidades motoras dos músculos e articulações).

A formadora do Complexo Municipal de Educação Especial (CMEE) André Vidal de Araújo, Ylen de Oliveira, que ministrou a oficina, explicou que a intenção da secretaria em oferecer oficinas como essa é fornecer suporte e estratégias que possibilitem aos educadores ministrar as aulas de maneira mais atrativas e diferenciadas.

“Vejo essa oficina como uma forma de contribuir em uma prática educativa produtiva, eficaz e produtiva, tornando o conhecimento lúdico e prazeroso para nossos alunos e professores”, disse a gestora do Cmei, Karina Ruiz.

Os jogos serão trabalhados em sala de aula durante todo o ano letivo e apresentados aos pais dos alunos do Cmei para que eles também motivem o desenvolvimento psicomotor e lógico de seus filhos em suas casas.

Texto: Emerson Felipe