SÃO PAULO AMIGO DO IDOSO
Responsável: Governo do Estado de São Paulo
Comentários desativados em SÃO PAULO AMIGO DO IDOSO

Por uma sociedade completa

Com atenção do Estado serviços de saúde e proteção social o brasileiro pode viver mais e melhor. Os últimos números do IBGE, no CENSO 2010, mostram que já temos uma expectativa de vida maior.

Os idosos no Brasil estão mais saudáveis e cada vez mais produtivos.  E por isso, precisam também manter seu espaço e dignidade social.  Não basta viver muito, o brasileiro precisa viver bem.

O Governo do Estado de São Paulo enxergou não apenas o crescimento da população idosa, mas compreendeu o seu papel na sociedade.  O Programa São Paulo Amigo do Idoso consolida uma comunidade preparada para conviver com o idoso, onde ele é visto como uma pessoa ativa e valiosa.

O São Paulo Amigo do Idoso, lançado em 2012, valoriza a participação social e econômica do idoso e reconhece a sua importância na sociedade. Uma das premissas do programa é fazer valer o direito do idoso de usufruir da cidade onde vive.  Um passo largo na construção de uma sociedade mais justa para todos.

O conceito que norteia o Programa São Paulo Amigo do Idoso vem da Organização Mundial de Saúde, OMS.  É o compromisso com o “envelhecimento ativo”, que aponta para a valorização da independência, da participação, da auto-realizarão, da garantia à assistência e à dignidade da pessoa idosa. Ou seja, aponta para o direito a uma vida digna para todo cidadão.

Para garantir esse envelhecimento ativo, o governo desenvolveu uma estratégia inovadora de integrar ações de quatro secretarias estaduais e agregar também a sociedade civil num movimento para criar um estado aberto e preparado para construir as condições para que os idosos tenham verdadeiramente  qualidade de vida.  E considerou que é preciso preparar a sociedade em suas diferentes áreas, inclusive na formação de profissionais especializados no estudo e desenvolvimento de pesquisas sobre a terceira idade.

No âmbito governamental, São Paulo Amigo do Idoso implementa ações intersecretariais voltadas para a proteção, educação, saúde e participação social.  São 11 Secretarias de Estado articuladas no programa, sob a coordenação da Secretaria de Desenvolvimento Social.

Estão envolvidas diretamente as Secretarias de Desenvolvimento Social, coordenadora do programa, e as Secretarias de Estado de Educação, de Saúde, de Turismo e de Esporte, Lazer e Juventude. Mas o programa propõe também o envolvimento de toda a população do estado, de diversas faixas etárias, grupos culturais e agrega ações de órgãos públicos e privados na criação de uma comunidade verdadeiramente amiga do idoso.

São quatro pilares de atuação – proteção, educação, saúde e participação – com ações e subprojetos para cada área.

Cartão Amigo do Idoso

O Cartão Amigo do Idoso oferece uma renda mensal a idosos registrados no Cadastro Único, mas que não recebem benefícios individuais, como o Renda Mensal Vitalícia ou Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social, BPC. O Cartão oferece um benefício mensal de R$100,00 a idosos com idade superior a 80 anos, renda mensal de até meio salário mínimo, não cadastrados em benefícios individuais;

Selo Amigo do Idoso

Um Selo Amigo do Idoso é oferecido a municípios, órgãos estaduais da Administração Direta e Indireta, e entidades públicas e da sociedade civil que desenvolvem ações com o conceito de envelhecimento ativo, fortalecendo e estimulando a participação institucional.

Além disso, o Governo do Estado criou o Fundo Estadual do Idoso, com receita formada por recursos do estado e por doações de contribuintes. Os recursos do Fundo são aplicados em programas e projetos para a terceira idade.