DESRESPEITO: NÃO HÁ VAGAS
Responsável: Prefeitura de Piracicaba
Comentários desativados em DESRESPEITO: NÃO HÁ VAGAS

Conscientizar para uma sociedade inclusiva

Um dos problemas que mais afetam as pessoas com deficiência é a questão da mobilidade urbana. As dificuldades encontradas nos meios de transporte e nas condições de tráfico e estacionamento determinam a menor ou maior capacidade de mobilidade do cidadão que tem alguma deficiência. Um entrave na garantia do direito de ir e vir.

A Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria de Trânsito e Transporte, lançaram nesse mês de março uma campanha educativa que têm caráter formador de consciência e mobilização em relação ao uso adequado das vagas destinadas portadores de deficiência e também aos idosos.

A campanha “Desrespeito: Não há vagas” é uma ação programada para acontecer sistematicamente, modificando não só o comportamento do usuário do sistema de estacionamento rotativo da cidade.

A ação tem como parceira a empresa Hora Park, que implanta o sistema em Piracicaba. Agentes de trânsito da prefeitura e funcionários da empresa trabalham na orientação dos usuários das vagas e da população em geral, e contam com apoio de material didático, como folhetos educativos e faixas instaladas nas vias mais movimentadas da cidade.

Piracicaba disponibiliza atualmente 272 vagas especiais, estrategicamente posicionadas para facilitar o acesso de idosos e deficientes à região central da cidade.

 

Por um trânsito mais humano

A ação tem como prioridade levantar o debate sobre o respeito aos direitos humanos, nesse caso expresso no direito à vagas especiais nos estacionamentos para pessoas com deficiência e idosos. Mas esse debate também traz embutida a discussão sobre a melhoria das condições do trânsito. Aqui está presente uma discussão bem ampla sobre os direitos e deveres do cidadão.

O Prefeito Gabriel Ferrato, no lançamento da campanha, na segunda quinzena de março de 2014, afirmou que ela faz parte do compromisso da gestão com a “construção permanente da cidadania e respeito ao próximo” e também com a construção de “uma cidade mais humana”.

O poder público cumpre uma legislação que garante a reserva de vagas a idosos e pessoas com deficiência e cumpre também o papel de lembrar que cabe ao cidadão respeitar essa legislação, contribuindo no dia-a-dia na construção de uma sociedade mais igualitária e inclusiva. É assim que se constrói cidadania.

Conheça mais ações e projetos sociais da Prefeitura de Piracicaba em http://www.piracicaba.sp.gov.br/.

Entre em contanto com nossos consultores para tirar dúvidas e conversar sobre os programas e projetos da área Pessoa com Deficiência:

consultores@portalsocialdobrasil.org.br