SISTEMA DE INFORMATIZAÇÃO DA REDE DE SAÚDE
Responsável: Prefeitura de São Leopoldo
Comentários desativados em SISTEMA DE INFORMATIZAÇÃO DA REDE DE SAÚDE

Boas notícias para o morador de São Leopoldo

Uma das prioridades do Prefeito Anibal Moacir à frente da administração do município de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, desde janeiro de 2013, é a área da saúde. Como médico, o prefeito apontou, durante toda a campanha eleitoral, a importância de garantir eficiência aos serviços de saúde pública no município.  Saúde é qualidade de vida.

O que a gestão propôs foi uma “virada da área de saúde”, para agilizar e melhorar o atendimento aos cidadãos de São Leopoldo.

Um dos avanços é a informatização de todas as unidades de saúde municipais.  O processo de informatização da rede de saúde começou com a implantação da Central de Regulação, que administra a marcação de consultas. O planejamento prevê a integração geral da rede, o que possibilita que o usuário marque a consulta com o clínico geral e já saia de lá com o comprovante de agendamento para o especialista, caso seja necessário.

O sistema também permitirá o agendamento de exames e internações, já que toda a rede – CAPS, SAE, SAMU e hospital – estará interligada.

A informatização equivale a uma ampliação de 635% dos equipamentos utilizados na rede, com a modernização e qualificação de 100% do maquinário. Com essa atualização, São Leopoldo é o primeiro município do estado a implantar o Sistema Nacional de Regulação, Sisreg, que permite a integração entre os sistemas, garantindo a qualidades dos dados sobre a saúde e perfil dos pacientes.

A informatização, na verdade, além de melhorar o serviço oferecido, garante mais eficiência ao sistema de gestão, economia de recursos e principalmente agilização dos atendimentos.  Ganham todos – o gestor público e os pacientes.

 

Boas notícias para os usuários: São Leopoldo pode salvar mais vidas

Além da implantação do sistema de informatização, a prefeitura vem investindo em outras melhorias fundamentais para o morador.  A regulação do SAMU é uma delas. As chamadas locais para o SAMU, 192, passam a ser feitas diretamente à base de São Leopoldo. Até aqui, as chamadas eram dirigidas à Central de Porto Alegre.

A prefeitura lançou em 2014 o Programa Municipal de Pronto-Atendimento, com a modernização dos serviços de atendimento para casos de urgência e emergência nos quatro Centros de Saúde da cidade.

As unidades receberam desfibriladores com marcapasso, bombas de infusão, eletrocardiógrafo, monitores de sinais vitais, ventiladores mecânicos, além de medicamentos. E as equipes de médicos, enfermeiros e técnicos recebem capacitação para utilizar os novos equipamentos e tecnologias.

A prefeitura cumpre o compromisso com a população e se orgulha de garantir melhorias numa área tão sensível – a saúde do cidadão.

Saiba mais sobre os programas e projetos na área social em São Leopoldo em www.saoleopoldo.rs.gov.br