PROGRAMA LEITE DO MEU FILHO
Responsável: Prefeitura de Manaus
Comentários desativados em PROGRAMA LEITE DO MEU FILHO

O primeiro passo na manutenção da vida

A Prefeitura de Manaus tem a meta de reduzir o índice de mortalidade infantil da capital a menos de dez óbitos em cada mil crianças nascidas vivas e na faixa etária de até um ano de idade.  A Secretaria Municipal de Saúde está investindo e diferentes ações junto à gestantes e famílias para que essa meta se torne realidade.

Uma das mais importantes ações nessa área é o Programa Leite do Meu Filho, criada na gestão do PDT, mas que, assumido pelo PSDB, com Artur Virgílio Neto, sofreu uma reestruturação e um ajuste fundamental no foco do grupo de beneficiários.

A iniciativa é baseada no item primordial da alimentação no começo da vida – o leite.

O Prefeito Artur Virgílio teve a iniciativa de ampliar a faixa etária beneficiada pelo programa que agora chega a bebês de seis meses e a crianças de até cinco anos. Ou seja, uma faixa crítica, onde nutrição adequada é elemento fundamental na formação e no desenvolvimento infantil. O Leite do Meu Filho entrega quatro latas de fórmulas alimentares por mês para complementar a nutrição dos bebês e crianças.

Em 2013, teve início o processo de atualização e reorganização do programa, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania, visando a qualificação do atendimento na entrega da fórmula infantil e também uma maior integração com o Bolsa Família, programa de transferência de renda do governo federal que é norteado por critérios de inclusão análogos, como déficit nutricional e vulnerabilidade social. A proposta é de garantir mais do que renda a essas famílias, oferecendo alimentação complementar para as crianças, mas também acompanhamento das famílias, para identificar e solucionar as privações sociais mais graves.

 

Além de alimentação, cuidado e informação

Em 2013 foram inaugurados oito novos Centros de Distribuição dos kits do programa, cuja entrega era realizada apenas nas Unidades de Saúde. Os novos locais, distribuídos pelas quatro zonas de Manaus, possibilitam a chegada do leite a 17 mil crianças cadastradas.

As famílias selecionadas recebem um cartão magnético de identificação, que deve ser apresentado mensalmente no Centro de Distribuição indicado pela prefeitura para poderem fazer a retirada dos kits. Os bebês até seis meses de idade – que têm inscrição restrita aos casos de órfãos maternos e/ou com mães com HIV, seguindo as diretrizes de incentivo à amamentação materna – recebem a fórmula do tipo 1; para bebês de sete meses a menores de três anos, a fórmula é do tipo 2; e a partir dessa idade, as crianças recebem leite integral.

A iniciativa, contudo, não se restringe à complementação nutricional, e prevê também o acompanhamento da saúde e desenvolvimento das crianças atendidas, o que contribui para a prevenção de doenças como a diarreia e a pneumonia, tantas vezes fatais para crianças pequenas. O programa oferece ainda palestras e treinamentos voltados para a saúde e oficinas de aproveitamento integral dos alimentos, entre outras atividades promovidas pela rede municipal de saúde.

Com o objetivo de monitorar o desenvolvimento das crianças e o fortalecimento do planejamento familiar, as famílias inscritas devem cumprir uma série de condições básicas, como o comparecimento trimestral da criança a uma consulta médica e o cumprimento do calendário de vacinação.

Além do Leite do Meu Filho, a Prefeitura de Manaus investe ainda em campanhas incentivo ao aleitamento materno, no fortalecimento das ações dos fóruns perinatais e do Comitê de Prevenção e Investigação da Morte Infantil.

Segundo a Prefeitura de Manaus, o Leite do Meu Filho representa um investimento anual de R$ 23 milhões dos cofres municipais, referente ao fornecimento das fórmulas de complementação nutricional e à manutenção do sistema de gestão do programa.

Isso é Manaus investindo no futuro.

Veja mais detalhes sobre o Projeto Leite do Meu Filho em: http://semsa.manaus.am.gov.br