Alckmin fala sobre programa Mulheres de Peito Comentários desativados em Alckmin fala sobre programa Mulheres de Peito

Governo de São Paulo – 23.04.2014

O governador Geraldo Alckmin falou na última edição do “Conversa com o Governador” sobre o programa Mulheres de Peito, que facilita o acesso de mulheres à mamografia. “As mulheres de 50 a 69 anos, no mês do aniversário, ligam para o0800-779-0000 e solicitam agendamento da mamografia. Não precisa nem de pedido médico”, disse o governador. A mamografia é agendada em no máximo 45 dias. “Se for identificada alteração, a mulher é imediatamente encaminhada para exames complementares e tratamento, se necessário.”

O programa Mulheres de Peito realizou realizadas 10,4 mil mamografias em seus três primeiros meses de implantação. Sessenta mulheres tiveram lesão suspeita detectada e foram encaminhadas para tratamento na rede pública. “São 60 pacientes que não sabiam que tinham suspeita de câncer e que agora terão oportunidade de ser acompanhadas e tratadas rapidamente. É um programa que salva vidas.”

As carretas com mamografia são outra novidade. “São quatro carretas que estão percorrendo o Estado de São Paulo para incentivar as mulheres a fazerem a mamografia. A previsão é que nestas unidades móveis cerca de 60 mil mamografias a mais sejam realizadas por ano”, afirmou o governador. “Para as mulheres na faixa entre 50 e 69 anos, não há necessidade de pedido médico de mamografia para a realização do exame nas carretas. Já as mulheres fora desta faixa etária também podem realizar os exames, mas aí é preciso ter o pedido médico que pode ser emitido tanto pela rede pública quanto pela rede particular”, explicou Alckmin.

“A mulher chega à carreta, faz a mamografia e em 48 horas volta, pega o resultado e, se houver qualquer dúvida, faz ali mesmo o ultrassom e a biópsia. Se houver qualquer problema, é encaminhada a serviços especializados do Estado”, afirmou Alckmin. “Desde 26 de dezembro, quando levamos a primeira carreta para Santo Amaro, na capital, tivemos 8,8 mil mamografias realizadas, 299 ultrassonografias e 54 biópsias. Oitenta e uma mulheres foram encaminhadas com lesão suspeita de câncer de mama para tratamento precoce e sua cura”, contou o governador.

As carretas ficam entre uma semana e um mês em cada cidade. O tempo varia conforme a demanda. Além de Mogi das Cruzes, que é a próxima parada, há previsão para levar o serviço a Mauá, Guarulhos, Apiaí, Marília e região de Araçatuba. “As carretas atendem de segunda a sexta, das 9h às 20h, e aos sábados, das 9h às 13h. Não é preciso chegar antes do horário de abertura. Há distribuição de senhas. Se a mulher pegar a senha das 15h, pode ir para casa, retomar suas atividades, e voltar no horário marcado para fazer o exame.”

O critério para o agendamento da mamografia é que a mulher tenha 50 anos ou mais, conforme determina o Ministério da Saúde. “O importante é que todas as mulheres paulistas marquem na agenda para que, no mês do aniversário, celebrem mais um ano de vida e realizem a prevenção do câncer de mama por meio do exame de mamografia”, finalizou o governador.

Do Portal do Governo do Estado