Hillary chega a 12 pontos vantagem sobre Trump em pesquisa Comentários desativados em Hillary chega a 12 pontos vantagem sobre Trump em pesquisa

O Globo – 24.10.2016

Embalada por uma onda de acusações de mulheres contra Donald Trump, a candidata democrata à Presidência dos EUA, Hillary Clinton, abriu uma vantagem de 12 pontos sobre o rival, de acordo com a pesquisa feita pela ABC News/“The Washington Post”, publicada ontem. Esta é a maior margem obtida por ela até agora, a duas semanas da eleição. Hillary estaria ainda avançando em estados tradicionalmente republicanos. A situação levou a campanha de Trump a reconhecer ontem a vantagem da democrata, embora insistindo que a vitória ainda é possível.

Este é o maior nível de apoio que Hillary registra em todas as pesquisas realizadas pela ABC News desde o começo da campanha, e o menor índice para Trump. A sondagem anterior dava apenas quatro pontos de vantagem para a democrata depois do segundo debate entre os candidatos, no último dia 19.

Na maioria dos estados, a votação antecipada já começou. A equipe de Trump afirmou que “a luta não terminou” e garantiu que vai continuar em campanha mesmo em locais como Virgínia e Pensilvânia, onde as pesquisas dão como certa a vitória de Hillary. MUDANÇA NO TEXAS De acordo o site RealClearPolitcs, a média dos levantamentos em nível nacional mostra uma vantagem para Hillary de 47,7% contra 41,9%. Segundo outra pesquisa, realizada pela rede de TV americana CBS, Hillary encostou no rival na preferência dos eleitores do Texas, estado onde os republicanos tradicionalmente são vitoriosos. Segundo o levantamento, ela está a apenas três pontos percentuais de Trump no estado. Já na Flórida, outro estado chave na disputa, a democrata manteve os três pontos de vantagem que tinha sobre o adversário apurados na pesquisa anterior da CBS.

A pesquisa da ABC News/ “The Washignton Post” divulgada ontem revela também que 69% dos consultados desaprovam a resposta de Trump às mulheres que o acusam de abuso sexual. O magnata afirmou, no sábado, que elas estão mentindo e prometeu processá-las depois da eleição de 8 de novembro. Até agora, 11 mulheres acusaram Trump publicamente. O DIA DOS CANDIDATOS A pesquisa mostra uma clara vantagem de Hillary entre as mulheres, com 55% de apoio contra 35% para Trump. Além disso, a democrata supera pela primeira vez o empresário entre os homens, com 44% de adesão contra 41%. Quase 60% dos entrevistados rejeitam as afirmações do aspirante republicano de que a eleição está sendo manipulada e 65% o criticam por dizer que pode não aceitar o resultado em caso de derrota.

O candidato do Partido Libertário Gary Johnson e a ecologista Jill Stein têm, respectivamente, 5%e 2% de apoio, assim como na pesquisa anterior. A ABC News entrevistou 1.391 pessoas maiores de idade, 874 das quais provavelmente vão votar antecipadamente. A margem de erro é de 3,5 pontos para mais ou para menos.

Ontem, Hillary fez campanha na Universidade St. Augustine, em Raleigh, na Carolina do Norte. À tarde, ela participou de um evento com mães que perderam seus filhos vítimas de violência armada ou em confronto com a polícia.

Trump, por sua vez, tinha agendado um comício em Naples, na Flórida.